Boca Miúda

BOCA MIÚDA: Os bastidores da política na Região dos Lagos nesta quarta-feira (28)

A posse de Grasiella em Iguaba aconteceu nesta tarde; Vereadores de São Pedro votam contra eles mesmos; Os empréstimos de Marquinho Mendes, em Cabo Frio e André, em Búzios; O "piti" de Léo Plácido, em Arraial; A convocação de concursados em Araruama e muito mais...

Em: 28/12/2016 às 18:43:53
Equipe RC24h

A DIPLOMADA

A prefeita reeleita de Iguaba Grande, Grasiella Magalhães, foi diplomada nesta tarde de quarta-feira (28), no Fórum da cidade, debaixo de protestos da juíza eleitoral. De acordo com testemunhas, a Dra Maira Valéria fez um discurso duro contra à prefeita, uma vez que a mesma conseguiu o impossível, contrariando até a Constituição Federal. Aliás, o milagre de Grasi abriu jurisprudência em todo território nacional. O clima da cerimônia foi um misto de alegria e constrangimento. A posse dela deverá acontecer no dia 1º de janeiro, como nas outras cidades. Em Iguaba, essa virada de mesa da Grasiella provocou a união de todas as forças contrárias, que agora, prometem fazer de tudo para que ela não consiga se manter no poder por muito tempo com essa liminar. Vamos esperar para ver os próximos capítulos desse folhetim  imprevisível.

 

 

 

VOTANDO CONTRA SI

Os vereadores de São Pedro da Aldeia votaram contra eles mesmos. Em sessão extraordinária, realizada na noite de terça-feira (27), a maioria votou contra o projeto de resolução igualitária que concede os mesmos direitos a todos os vereadores da Casa. Acontece que hoje, a presidência é que detém toda a estrutura da Câmara. Ou seja, o presidente é que determina a distribuição dos gabinetes e o número de assessores. O que acaba servindo como moeda de troca. Por essa razão, os vereadores da mesa diretora, capitaneados pelo atual presidente, Robinho do RX (PRB), fizeram o projeto de resolução. Porém, a medida desagradou muito o ex-vereador (que teve o mandato cassado), Guga de Mica. Ele elegeu a mulher, Bia, que foi inclusive a mais votada para a próxima legislatura e forte candidata a presidenta da Casa. Temendo os prejuízos que a resolução poderia trazer ao mandato de Bia, Guga teria ligado para o prefeito Chumbinho e o pressionado a agir. Foi então que o chefe do Executivo entrou em ação e ligou para os vereadores da base. Resultado: votaram contra eles mesmos e não aprovaram a lei.

 

 

QUEM TEM MAIS FORÇA

Segundo o atual presidente da Câmara aldeense, Robinho do RX, Guga de Mica teria encontrado um vereador e afirmado que era questão de honra não aprovar a resolução igualitária. E mais, teria dito que ia mostrar quem tem força e quem não tem na cidade.  De fato, ele agiu e conseguiu que o projeto não passasse pela Câmara. O questionamento do atual presidente da Câmara é: “Quem na realidade é o prefeito de São Pedro da Aldeia? Por que será que o prefeito reeleito tem estreitas ligações com um vereador cassado? Todo mundo sabe das aspirações de Guga de Mica. Ele quer ser prefeito de São Pedro da Aldeia um dia. E os vereadores que estão saindo agora, pretendem ter uma sobrevida política nas costas dele. Pra mim, é como vender a alma para o diabo”, disparou Robinho.

 

 

 

 

 

ENDOIDOU O CABEÇÃO

Na sessão extraordinária, realizada nesta quarta-feira (28), na Câmara de Arraial do Cabo, teve vereador que ficou bravo e saiu batendo o pé do plenário. Depois de saber que os colegas votaram contra dois projetos de lei de autoria dele, Léo Plácido, também conhecido como “Boneco de Olinda”, quis se vingar e votou contra os três projetos que preveem a criação do Procon, dos fundos de Segurança Pública e Turismo e o Conselho Municipal de Turismo. Alegou que os fundos seriam dispendiosos ao município. Em resposta, o vereador Ayron Freixo retrucou, afirmando que na verdade, tratava-se de diminuir os gargalos e fazer política com mais transparência. Vendo que tinha perdido a discussão, Léo Plácido endoidou o cabeção e foi embora antes mesmo da plenária ser encerrada. Cabe ainda nesta nota, dizer que ele é um vereador suplente, que entrou na Câmara depois que Tequinho assumiu a Prefeitura. Ou seja há três meses. E, mesmo em tão pouco tempo, ele compareceu a poucas sessões e foi o que mais teve faltas na Casa.

 

 

 

 

 

SESSÃO QUENTE EM BÚZIOS

A sessão plenária de Búzios desta quinta-feira (29) promete pegar fogo. Está na pauta, novamente, o Projeto de Lei Nº 0132/2016, que dispõe sobre a autorização do Legislativo para que o Executivo possa contratar Operação de Crédito de R$ 30 milhões. A pauta já deu o que falar, além de confusão e agressão. Vamos ver no que vai acabar essa história.

 

 

 

 

 

 

CONVOCANDO CONCURSADOS

O prefeito de Araruama, há três dias de entregar o governo convocou 65 aprovados no último concurso público. Todos devem comparecer nesta quinta-feira (29), na Secretaria de Educação para assinar o termo de posse. Nas redes sociais o anúncio não agradou, haja vista que os servidores estão com os salários e o 13º atrasados. Para muitos, a medida do prefeito serviu mais para inchar a folha e inviabilizar o próximo governo. Mas, segundo a assessoria da Prefeitura, trata-se apenas de uma medida que visa atender ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público.

 

 

 

 

 

SERÁ QUE VÃO DEIXAR?

O prefeito eleito de Cabo Frio, Marquinho Mendes, declarou que pretende conseguir um empréstimo em banco para saldar as dívidas, especialmente, salários atrasados dos servidores. O pessoal de Alair, logo que soube, questionou se os servidores (sindicatos) vão permitir. Uma vez que eles fizeram um estardalhaço para atrapalhar as mesmas pretensões com Alair Corrêa. Só o tempo dirá se Marquinho tem essa moral toda com os servidores.

 

 

VOCÊ SABE COM QUEM ESTÁ FALANDO?

Nem assumiu, e já tem secretário dando demonstração de despreparo e arrogância no grupo de Marquinho Mendes. O “fulano” tentou entrar numa obra do atual governo, mas os operários tinham ordens expressas dos responsáveis para não permitir que ninguém adentrasse. Conclusão: o futuro secretário então disparou a clássica: “Você sabe com quem está falando?” O peão da obra, constrangido, abaixou a cabeça e disse que não sabia não, e destacou “que estava ali apenas para cumprir ordens.” Péssimo começo? Tão cafona e démodé essa postura. Tomara que Marquinho tenha pulso com o deslumbramento de alguns.


 Tópicos: Boca Miúda,  política,  Região dos Lagos, 


Fotos





Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.