Economia

A três dias do Natal, comerciantes de Cabo Frio apostam em promoções para alavancar vendas

Crise inibiu consumo e este ano será de lembrancinhas abaixo dos 50 reais. Maior procura é por presentes artesanais, acessórios e bijuterias e comerciantes apostam no movimento de turistas

Em: 21/12/2016 às 15:20:19
Andréa Reys

A três dias do Natal, as vendas no comércio de Cabo Frio demonstram a crise por que passa a cidade, já que o consumo de final de ano está bem menor que o ano passado, segundo os lojistas. O desemprego no município, agravado pelo não pagamento de salário dos servidores - no caso de Cabo Frio -, os consumidores estão bem cautelosos na hora de gastar. Para este Natal, a maioria dos consumidores cabo-frienses pretendem gastar uma média de R$ 50, "no máximo R$ 100" com presentes neste fim de ano.

 

Presentes artesanais, acessórios e bijuterias estão na mira desses consumidores. As lojas de confecção popular, que vendem peças a partir de R$ 10,00 também têm sido bastante procuradas.

 


Ano passado, quando a economia já dava mostras de tempos difíceis, o comércio do centro de Cabo Frio conseguiu manter as vendas equilibradas e não registrou prejuízos no período de Natal, mesmo diante da crise.


"Este ano a perspectiva de vendas é baixa, por causa da quantidade de pessoas que estão com salários comprometidos ou perderam seus postos de trabalho. Então, vai ser o Natal das pequenas lembranças", disse Rodrigo Pereira, gerente de uma loja de confecção no centro da cidade.


A previsão dos comerciantes é que as vendas de 2016 não superem as registradas no Natal do ano passado. No entanto, eles descartam prejuízo. Algumas lojas apostam em vendas do tipo "pague 1 e leve 2" produtos. Outras, em promoções com descontos que chegam a 70%, no intuito de esvaziar o estoque. "A gente acredita que pode ter um algo a mais, que a economia vai melhorar e os clientes virão. Temos que pensar positivo", disse o gerente de uma loja de calçados do shopping da cidade.

 

 


COMÉRCIO ESPERA AUMENTO DE 20% NAS VENDAS DA ALTA TEMPORADA


Por outro lado, a expectativa dos comerciantes é grande para este verão, por conta da movimentação de turistas na cidade


O comércio de Cabo Frio já se prepara para o aumento nas vendas para as festas de final de ano. Novembro é o mês em que começam as contratações para o verão. Já pensando no movimento, os comerciantes reforçam o estoque e investem na equipe para atender à demanda das vendas.


Para o proprietário de uma loja de moda praia, a expectativa é a melhor possível para este verão na cidade. "Em novembro lançamos a nova coleção 2017 e triplicamos a nossa equipe de vendedores para melhor atender aos moradores e turistas. Mas é preciso, também, que os comerciantes estejam atentos às tendências e novidades para que haja um melhor resultado", destacou.


De acordo com o presidente da Acia, Eduardo Rosa, a união de forças é importante para que as lojas aproveitem a sazonalidade e vendam ainda mais. "É importante destacar que cada empresa precisa investir para ter resultados maiores, principalmente na alta temporada. É preciso capacitar os funcionários, ter um bom estoque e, antes de tudo, estar preocupado em atender às necessidades do cliente e turista", ressaltou Eduardo.

 

 

 


 Tópicos: vendas no comércio,  Natal,  Cabo Frio, 



Fotos



Notícias Relacionadas




Opinião
Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.