Consumidor reclama do preço do pescado em Cabo Frio

O camarão cinza, um dos maiores alvos de consumo do turista na alta temporada, varia até R$ 40/kg. Alguns peixes estão até 40% mais caros que há um ano


Comer mais peixe ao invés de carne vermelha, bem como aumentar o consumo de hortaliças e verduras é meta de muita gente todo início de ano, com vistas a uma vida saudável e garantia de longevidade sem sobrepeso. Contudo, está difícil para a maioria da população arcar com R$ 30, R$ 40 no quilo do pescado. Até a anchova, um dos mais vendidos por aqui, é objeto de reclamação do consumidor: preço de R$ 25 o quilo e aumento de 25% em um ano.

No caso do camarão, boa parte tem vindo do Nordeste, já que a produção da Região dos Lagos não supre a demanda atual. Com relação a janeiro de 2017, o aumento do preço do quilo do crustáceo é de 40%, em média, passou de 25 para 35 reais o kg.

Entre os pescados que mais aumentaram, no entanto, o pargo lidera a lista e está custando R$ 40/kg. Em seguida, o namorado, que está custando R$ 35/kg, seguido pelo cação (posta), que está R$ 30, mesmo preço do olho de cão e do pitangola.

"Infelizmente o bolso da gente não acompanha. Antes, vinha toda semana comprar (pescado) para que, pelo menos duas vezes por semana, tivesse peixe nas refeições mas é difícil. Hoje eu vim até o mercado do peixe, depois de muito tempo, porque estou com muita vontade de comer peixe. Tô levando uma anchova mas a vontade era levar mais", disse a professora aposentada Margarete Pinheiro.

Os turistas que estavam no Mercado do Peixe de Cabo Frio, nesta manhã, estavam atrás de camarão, cuja oferta é bem grande neste início de ano. "Sempre que venho a Cabo Frio eu compro camarão aqui no mercado, não só para a gente consumir mas também para levar para casa quando for embora. Mas realmente o preço tá meio pesado", disse o bancário Almir Teixeira, que estava acompanhado da mulher, filho e cunhado procurando o a melhor preço.

Segundo os peixeiros, os líderes de vendas, além do camarão, são anchova, namorado e cação, que custam em média de R$ 20 a R$ 35 o quilo. O pargo é um dos mais caros e chega a custar R$ 40/kg. Apesar da preferência dos clientes, os comerciantes oferecem o maior número de opções possíveis para os consumidores.

 

 

 


MÉDIA DE PREÇO (KG) DO PESCADO NO MERCADO DO PEIXE DE CABO FRIO:


Camarão cinza - R$ 35 a 40

Anchova - R$ 25

Namorado - R$ 35

Pitangola - R$ 25 a R$ 28

Pargo - R$ 40

Cação (posta) - R$ 30

Congro rosa - R$ 25

Olho de cão - R$ 30


COMO COMPRAR PEIXE? VEJA ALGUMAS DICAS PARA GARANTIR A COMPRA DE PESCADO FRESCO


Repare na pele – O peixe bom tem a sua pele brilhante, ao contrário do ruim, que já tem sua superfície opaca e sem vida

Foco nas escamas – Elas devem estar bem firmes no corpo do peixe. Se você puxar uma delas e soltar com facilidade, é um indício de que você deve buscar por outro animal

Olhos brilhando – Assim como a pele, os olhos devem estar brilhando com cores vivas. Caso estejam cinza ou esbranquiçados, é mau sinal

Brânquias vermelhas – Também conhecidas como guelras, essa parte localizada no fim da cabeça deve estar o mais avermelhada possível. Descarte os que estiverem com elas rosadas ou acinzentadas

Aperte a barriga – Musculatura firme é uma característica de peixe fresco. Apertando a barriga, seu dedo pode até fazer uma marca, mas ela deve sumir em pouco tempo. Caso a pele não volte ao normal, também procure outro peixe

Sinta o cheiro – Peixes têm cheiro forte, mas não igual em todos. Os bons cheiram à maresia

 

 

Categorias: Economia

Fotos da notícia




Outras notícias