Colunista RC24h / Marcia Jeovani - Nossa luta: Diagnóstico precoce

E depois do Outubro Rosa, chegamos ao Novembro Azul


O grande desafio da prevenção contra o câncer não se restringe apenas ao sexo feminino. Homens também precisam se precaver em relação a esse tema e, como representante dos cidadãos fluminenses, eu não poderia me furtar a oferecer minha contribuição legislativa para ampliar a rede de conscientização, cuidados e prevenção no tocante aos tipos de câncer que atingem homens em diversas faixas etárias e em condições distintas.

 

Juntamente com um grupo de colegas parlamentares que demonstram ter a mesma preocupação em relação aos procedimentos de prevenção ao câncer, consegui esse ano aprovar e ter sancionada a Lei nº 7.648, de 13 de julho de 2017, que cria os Centros de Diagnóstico do Câncer no sistema público de saúde, distribuídos por regiões do Estado do Rio e destinados a diagnosticar o câncer para garantir, o mais cedo possível, o tratamento ao paciente e aumentar as possibilidades concretas de cura. Essas unidades de diagnósticos irão realizar exames e biópsias de tipos de exames de próstata, tireoide, pele, fígado, endoscopia, colonoscopia, além de um atendimento mais humanizado para esses pacientes.

 

Já está suficientemente provado que a percentagem de cura está intrinsecamente relacionada com o diagnóstico precoce e o imediato início do tratamento. Em outras palavras, quanto mais cedo for descoberto o câncer, maiores as chances de cura e restabelecimento totais. Isto é, um câncer identificado no início tem 85% de chances de ser tratado com sucesso, diminuindo inclusive para cerca de 55% os riscos de diagnósticos mais avançados da doença.

 

Portanto, estamos lutando agora para que esses Centros de Diagnósticos sejam implantados. Queremos que maridos e pais, tão claramente relevantes para nossas famílias, bem como amigos queridos, vizinhos e tantos outros conhecidos sejam resguardados e protegidos das consequências nocivas, e por vezes mortais, do câncer e seus desdobramentos.

 

Vamos aproveitar a campanha do Novembro Azul para mais uma vez somarmos esforços, a fim de abrirmos novos horizontes de esperança a quem precisa se proteger. Lutemos para preservar essas vidas preciosas a todos nós.

 

Façamos de Novembro um mês de conscientização sobre os cuidados que os homens devem ter para combater a doença, não só para evitar o sofrimento, como também para que fique tudo bem, tudo mais claro, tudo mais seguro e, obviamente, tudo mais azul.

 

 Deputada Estadual Marcia Jeovani

 

 

*Marcia Jeovani é deputada estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), ex-primeira-dama de Araruama e empresária. Muito atuante na Alerj, faz parte das comissões de Defesa dos Direitos da Mulher, de Saúde, de Obras Públicas, da Pessoa com Deficiência, Assuntos da Criança, Adolescente e Idoso, Cultura e Agricultura, Pecuária e Políticas Rural, Agrária e Pesqueira. 

Categorias: Opinião

Fotos da notícia




Outras notícias